06 fevereiro 2009

Pré_Shoah

"Não há espécie com mais medo do que a espécie humana. É o tributo que temos de pagar pelos nossos privilégios."


in "O Medo - Tratado sobre a Valentia", de José António Marina retirado da Única_Expresso desta semana, cujo tema foi a Coragem.


Foi ao fundo do palácio do sangue*, azul, onde irá agora sair o túnel da avenida, que hoje fui precogitado pelo meu destino. As análises vieram correctas e engordei meio quilo já sem quase alguma carga malévola. O reencontro a tangerina, as maquiavelices de colegas, a descrença doutros, a vida inteira, a gripe já curada, a agitação perpétua e desconcertada da tarde, o elogio ao patrão, a conversa desmesurada sobre auto-eficácia, sigo lento *junto aos óculos da P.


Hoje imagino o pinguim na belgrado branca ao lado do seu dejan (mesmo não sendo), e isso deixa-me feliz; ou o sócrates a ser e viver quem é, e sinto-me feliz; ou mesmo os felizes a dar uma grande, boa, forte e merecida queca ;) - e estou feliz!

E até mesmo o JCD à chuva, pela verónica ao cimo da ladra, e depois um banho de imersão... Feliz, Muito feliz!

5 comentários:

pinguim disse...

Como eu seria feliz se a tua imaginação fosse realidade, meu amigo...
Abração.

Paulo disse...

E eu fico feliz pelo que nos contas aí em cima. Muito feliz.

Socrates daSilva disse...

Uau!

Deixaste-me assim...
Feliz, emocionado, sentindo-me ao mesmo tempo indigno. Mas, soube-me muito bem a tua referência.

Construir - mesmo que seja apenas em parte - a nossa felicidade na felicidade dos outros é tão lindo e raro.
Bem hajas.
Um grande abraço!

Paulo disse...

oi?

ah que grande sorriso me deste! grande , bom , forte e merecido sorriso!
pela queca


mas

sobretudo

por ti!

e pela tua felicidade!

eu fico IMENSAMENTE FELIZ por estares feliz e por te saber bem!

é para isso, afinal, que os palácios de sangue azul existem!
e há-de continuar a correr tudo bem!

CADA VEZ MELHOR!

que essa felicidade não se extinga, bonito menino eléctrico!

beijos e abraços e boa semana com muita auto-eficácia!

Ophiuchus disse...

És lindo :D Sem ciúmes, Zé!

Obrigado pelas palavras, todas!