15 outubro 2010

Pur_Pur Haze

Quando tudo o que era puro, escurece ao secar - para voltar a ser húmus e vida outra vez. E é de simples encrencas para marcações conjuntas que se desvelam segredos recentes de relações (esperadas) fortuitas.  Uma glândula segrega o espectro psicadélico que nos vai juntando em enleados no meu berço antecedidos por encontros não planejados em aniversário com cartão_improviso e bouquet de arame e aço.



Purple haze all in my brain
Lately things just don't seem the same
Actin' funny, but I don't know why
'Scuse me while I kiss the sky


Purple haze all around
Don't know if I'm comin' up or down
Am I happy or in misery?
Whatever it is, that girl put a spell on me


Help me help me
Oh no no... no


Yeah
Purple haze all in my eyes
Don't know if it's day or night
You've got me blowin, blowin my mind
Is it tomorrow or just the end of time?


No, help me aw yeah! oh no no oh help me...

2 comentários:

pinguim disse...

Estiveste em Monsanto?
É sempre um prazer, para mim lá voltar, mas prefiro Sortelha...

Ophiuchus disse...

Não, ainda não. Será na noite das Bruxas pelas terras frias... Quanto à Sortelha, fica a dica - tenho mais uns dias que os outros...
Abraço, Pinguim!