18 dezembro 2010

Body_Talk

Um gelo! E a magra linha de vida congrega a rude comunidade no largo do arquitecto do norte (filho de músico e quase padre, feitor de pontes, igrejas e baluartes), antigo campo dos remédios que o arcebispo abriu para a cidade, para assistir ao concerto da temporada pela orquestra e coro escolares no templo da cura dedicado ao judeu evangelista - altares e cúpula renovados pela maçonaria num celeste dourado; a gloria de vivaldi, a vigésima primeira de mozart e o andamento inicial do novo mundo de dvorak; terminou no óbvio festival de Leroy Anderson. Com a circulação presa, descubro a trilogia da nórdica senhora que se segue! Qual gaga!




1 comentário:

pinguim disse...

Sim, dizes bem: qual gaga????