24 maio 2011

Next_Generation

Pois é, a aventura está a chegar ao fim! Há dez dias cumpriu-se a promessa do verão passado: cantou-se, dançou-se, fumou-se, comeu-se, bebeu-se e conviveu-se ainda melhor - o subura foi à quinta do smith; sem dormir e com o sol a nascer-me nos olhos, só parei na praia e larguei a âncora na outra margem, depois o eterno camarido que me fez de caminha; a cálida encosta atlântica de cristas graníticas acompanha-me, amorosa, por entre castros e vales, barros e bouças. A meio da semana desperto directo aos museus com que já aqui terminei: as termas atrás da casa (com pessoas virtuais) e os biscaínhos repletos de escolas em reboliço; o mundo abre-se ali como um tesouro e, para além da odisseia do circo no exterior, esperam-me ainda a feira e geira romanas; os passeios e banhos pelas terras de bouro encenam o cenário perfeito para a partida, depois de um farto repasto.
Vilarinho das Furnas há quarenta anos
É provável que chegue a foz_côa mas depois as restantes mensagens estarão programadas para a glória dos últimos momentos (tenho de decidir para onde vou a seguir, preparar as convulsões_revoluções que se avizinham; serão por certo sustentáveis, tal como a certeza de um novo encontro - mas por agora despeço-me com o habitual "Até Já")

"Para mim, a liberdade é a mais nobre e a principal condição da vida." 
Ibsen a 3 de Janeiro de 1882  - Introdução do livrinho de teatro 
"Breves textos para a liberdade"

1 comentário:

pinguim disse...

Espero que estas andanças te tragam a Lisboa (ou melhor à Amadora), na noite do próximo dia 4 de Junho...