07 janeiro 2009

Frio_Limpo


"Quando está frio no tempo do frio, para mim é como se estivesse agradável,

Porque para o meu ser adequado à existência das cousas

O natural é o agradável só por ser natural.


Aceito as dificuldades da vida só porque são o destino,

Como aceito o frio excessivo no alto do Inverno -

Calmamente, sem me queixar, como quem meramente aceita,

E encontra uma alegria no facto de aceitar -

No facto sublimemente científico e difícil de aceitar o natural inevitável. (...)"


Alberto Caeiro "Poemas Inconjuntos"




Ainda não tinha visitado a cidade este ano. Saí agasalhado direito ao multibanco para um café no bar envidraçado da colina mas como estava desligado, o do centro de saúde, decido seguir. Pela praça do bispo com báculo fálico, à esquerda na descida, a catedral dourada em suspiros e daí, direito ao centro. Uma cameleira pende as suas gélidas corolas e, na solidão da rua iluminada em arco, levanto o dinheiro e sigo até ao café Viena: conforto-me no seu veludo bordeaux e aroma. Espelhos adornam-me à saída onde acendo o cigarro, as vistas amplas de templários e o piso areado e vazio levam-me pelas fachadas da avenida entaipada, no chão de pedra, ciclames encolhem-se. Os rostos que seguram os balcões do teatro, as estátuas que povoam a fronte do leão, a fonte obelisco, a viela do anjo recuperada, o agradável antro alternativo onde assisto "sem rasto" ao meu desejo acompanhado de uma macieira, o largo do seminário onde ecoa um som corrente e cristalino, o claro holofote lunar, as altas grades de metal forjado, as torres modernas de madeira que protejem das termas, a descoberta do atalho em subúrbio até ao prédio em bico, cizento de barras;faixas amarelas, os azulejos antigos da entrada e as escadas de mansinho...

Di*ver*gis*tive-me!

2 comentários:

pinguim disse...

Foi pena não ter nevado...sempre poderias encontrar esse sugestivo boneco de neve...
Abraço.

Kapitão Kaus disse...

Excelente partilha de uma viagem pelos recantos da cidade dos arcebispos!

E eu que estive para ir tomar um café a esse local...

Pinguim: nevou sim. E ficou um frio cortante.

Abraço:)