23 janeiro 2009

Judgment_Day

Chego a casa e pelo a cenoura ressequida (depois de congelada); corto-a em tirinhas para fazer uma omelete. Primeiro metade de uma cebola e frito-as no óleo, depois as batatas cozidas aos bocados polvilhadas de oregãos. Bato os ovos com pedaços de queijo e pimenta preta, separo o lixo e coloco a louça na pia. Sirvo o sumo de laranja, lavo as quatro folhas de alface e corto-as em tiras, enroladas, para um pequeno prato. Fatio a outra metade enquanto também o cigarro me arde no olho e deito o polme simples. Coloco uma bela maçã ao lado do copo.

Penso nos que se foram esta semana. No que agora conheço, o que ouvi, o que li.

Dispo-me rapidamente e dobro as camisolas de lã. Desligo o fogão. De camisa aberta, aparo a barba rala ouvindo a RUM, tiro o resto da roupa e enfio-me na banheira. Passo o champô e esfrego-me com as duas mãos desde os pés_artelhos, subindo por membros, tronco até à face, em movimentos circundantes, circulares. Enxaguo-me e absorvo a pele vigorosamente, perfumo os lados do pescoço e passo os punhos. Tempero a salada com coentros frescos congelados,um fio de azeite e gotas de vinagre. Sirvo.
Guardo a roupa e os sapatos, troco de pasta. De alças e cuecas lavadas, calçado de peúgas altas em losangos ingleses, danço royksopp e saint-etienne, enquanto passo a camisa das cornucópias a ferro. Visto as calças caqui do avô e calço o sapato pipi para a inauguração da tarde.

Enquanto almoço, verifico a carta da semana e o primeiro dia do obama *guantanam_o Basta!

Avalio a semana atribulada na escola e o alerta de cidadania. Controlo o estacionamento, lavo os dentes e despenteio o cabelo. Guardo as chaves, telemóveis e carteira nos bolsos apertados. Visto o casaco de cabedal e coloco o lenço. Saio apressadamente.


Another World - Anthony and the Johnsons

Regresso já noite, outro dia. Leio uma alma pura, no quadrigésimo aniversário da morte deste brilhante estadista. Leio-Vos. Escrevo(_Vos).

2 comentários:

pinguim disse...

Pois, aqui está o teu ritmo, descrito de uma maneira exemplar entre o frenesim de tantos assuntos tocar (nenhum supérfluo) e um certo método em tocá-los...
Uma vénia ao almoço com preparação misturado com o banho e resto da apresentação:tão pessoal!
Que prazer ler as tuas crónicas...
Abração.

Socrates daSilva disse...

Que prazer é acompanhar-te!

E que rico cozinheiro...

Abraço!