06 março 2011

Calm_Chaos

E depois da revisão do talento pelas décadas na sua decadente auto_complacência, o vencedor é o presente, o tempo em si mesmo, ridículo, regenerador e incrédulo: levanto-me no final (ou início).

Aqui Moretti no filme de Grimaldi (2008) como actor - Hoje a rodar Habemus Papam com Michel Piccoli
(deixo um cheirinho...)

1 comentário:

pinguim disse...

O PREC na Eurovisão em 2011...
Ridículo!