02 setembro 2008

E_Levation


Chego a casa, um dos dez apartamentos do décimo andar, onde cada viagem de elevador é uma surpresa social para conhecimento da natureza humana. Ontem, do contentor de papel tirei um catálogo da nova colecção do ikea de uma pilha deles aí colocada; hoje compro o cabo da televisão (que a antiga colega retirou porque seu, juntamente com o trem de cozinha), também um tacho de pega ao lado para fazer um arroz branco a acompanhar o bife de vaca com salada, detergente lava_tudo e cera para domar este cabelo antes que caia de vez. Vejo este episódio da sit-com delirante e janto com os elefantes da tailândia. Aguardo a Anatomia de Grey e a L-World.


Acabei a chorar nesta ressureição: faz esta noite seis meses que iniciei as minhas viagens por este mundo e perceber a que distância está este espaço do meu tempo atrás e quanto crescem as relações_amizades e a esperança... Obrigado, Amigos! Sobre tantos três, não sei o que dizer...

4 comentários:

Catatau disse...

Não há dúvida: estás a aconchegar-te. :)
(Adoro o couvert televisivo.)

pinguim disse...

Afinal o post que deixaste no meu blog, sobre algumas considerações sobre a blogosfera não foi o primeiro, mas foi pouco depois...
Em seis meses tanto mudou, não é verdade?
Abração.

Paulo disse...

isto (a vida) é assim mesmo, de chegadas e partidas, mortes e ressurreições. o importante é que te sintas bem e sem lágrimas!
abraço

Ophiuchus disse...

É, pequenina, está na cozinha, com banquinhos e mesas de esplanada rodeado de azulejos cinzentos... (a sorte é a caminha de ermita_solteiro!)

Sim, Pinguim, andei em memórias de Moi (e chorar lavá_ialma!). Tanto, Tudo... e sempre os mesmos, vocês, Tu, minhas bases!!! Obrigado Amigão!

Depois lavei a carinha e olhei para a frente (o presente e os carros a soar ao fundo...) Bem melhor com as vossas palavras, Paulo. Abraços Felizes!