27 julho 2008

Express_Mail

Ainda fiz a surpresa ao ricki catita mas não consegui voltar para o seu aniversário, pois fiquei no da loli em jantar volante na monkas e levar limas para mojitos (ah, explusão geral de oxiúros). Isto depois de as comprar na bica e ver a bebé da sara – a Ana – mas antes de regressar de metro que bloqueia em carnide e a linha ser interrompida, apanhar táxi para cemitério e paulinha, para buscar viatura que permitiu ou permitirá toda esta mobilidade.

Expresso às oito em sete rios, dormitar até ao algarve e ser acolhido temporariamente por toda a família feliz em restaurante do chinês. Voltar para a serra natal e a casa da avó para atum grelhado em roda da cozinha com luz. Inter_lúcido. Muesli matinal, praia de santo antónio repleta de gente e algas verde-alface, entregar computador e conversa de pátio na altura com chefe do mano, gaspacho no alto à nossa espera.

A mãe e o mano dão banho ao cão, a gata bebe água no balde. Aguardo que o café aqueça na cama enquanto olho na mobília espelhada o meu reflexo de calções de banho brancos, a t-shirt e o casaco padrão de gales pendurados na porta do roupeiro, as cuecas HM com cassetes, calções leves e calças azuis desbotadas de um década sobre a cadeira, computador e revistas espalhados, a cortina branca ondulando no quarto morno; vou levar cabides e buscar a roupa atravessando as arcadas do palácio e enquanto emparelho meias e oiço barry adamson...


Wish me luck para e terceira entrevista deste mês, com a frase da mae west no filme “I´m no Angel” de 1933, que faz a contracapa da cubo oferecida pelo expresso: “Quando sou boa, sou boa, mas quando sou má, sou melhor”

4 comentários:

Catatau disse...

Hum... é tão bom recuperar memórias de praia e mimos de família!...

Ai uích iu béri, béri, béri lâqui! :D

pinguim disse...

Senti-me transportado há anos atrás, quando uma reunião familiar de estio era pretexto para reflectir no passado, no presente e no futuro até...

Traduzindo a iqualificável língua utilizada pelo Catatau, eu também te desejo o mesmo...

Abraço.

Ophiuchus disse...

Ai, os verões!...

(é melhor não agradecer...) Abraços aos dois e cruzem os dedos!

Socrates daSilva disse...

Que bem que sabe essas voltas e reviravoltas!
Abraço