04 julho 2008

Modos de Lagartixa

Uma amiga comparou as minhas estratégias de coping com as deste animal: que me escondo e desapareço, que renasço (com_sem rabo) aquecendo, iluminado, ao sol.


Escolho a Olho de Cobra para vos mostrar: dentro de uma membrana amniótica,
saem com garras e rapidez; escudos mínimos cobrem o corpo cuja temperatura
não se mantêm; na água param em bradicardia e fecundam-se internamente.

Surge um poeta brasileiro deprimido pelo mal do século dezanove que morre aos vinte e um,
com estrofes como estas:


A lagartixa ao sol ardente vive,

E fazendo verão o corpo espicha:

O clarão dos teus olhos me dá vida,

Tu és o sol e eu sol a lagartixa.


Amo-te como o vinho e como o sono,

Tu és meu copo e amoroso leito...

Mas teu néctar de amor jamais se esgota,

Travesseiro não há como teu peito.


Posso agora viver: para coroas

Não preciso no prado colher flores;

Engrinaldo melhor a minha fronte

Nas rosas mais gentis de teus amores.


Vale todo um harém a minha bela,

Em fazer-me ditoso ela capricha;

Vivo ao sol de seus olhos namorados,

Como ao sol de verão a lagartixa.


Álvares de Azevedo

7 comentários:

Catatau disse...

Ai que o nosso menino voltou!!!! :D

Uh uh, cá estou eu. Se não tivesses dado a dica no "Felizes...", ainda agora estava a ver navios! 'Rais partam' o meu despiste, sou sempre o ultimo a saber, rsrsrsrsr. Loooooooooir@, meu Deus...

Já te li todo. Tudinho. Tava cheio de saudades, rapaz. :)

Paulo disse...

Olá.

Bem renascido e bem reaparecido e pronto para o Sol.

Special K disse...

Lagartos eu gosto!
Estava aqui muito divertido a ver os nomes dos blogues em inglês. Alguns ficam um pouco estranhos.
Já agora parabéns pela boa escolha musical.
Um abraço

Paulo disse...

morte e renascimento! boa! este é um novo ciclo, parece-me


ah, se possível com rabo e dos bons :)) lol
(desculpa, mas não consegui deixar passar)

está aí quase, quase uma lagartixa em renovação...

Ophiuchus disse...

Pois é catatau, isto de não ter blog...!!! É bom ter-te de volta!
Abração

Paulo, verd'paulo, e com o teu brilhar, ajuda bastante!
(o bom que é o olá!) Abraço

Isto, K, é o que dá entrar na moda das traduções livres :) A escolha foi feita em abril - das revoluções; e ainda anda por aqui!
Abraço

Pós des-crer! Tá um pouco magrinho mas rijo (pode ser que cresça neste novo ciclo, eh, eh!)
Abraço aos dois!

pinguim disse...

Gosto de lagartichas, até lagartos (e sou do Benfica), mas o que não gostei nada foi que o "teu" poeta brasileiro de tivesse finado aos 21pois prometia, o rapaz...
Abraço.

pinguim disse...

Menino Catatau
o menino soube tarde deste blog, porque não tem blog, sabia???
Pois o autor, como sempre impecável, avisou os amigos, via blog...
Ai, ai, ai!!!!
Abraços para todos.