03 julho 2008

Meditação

Afinal as viagens são mais rápidas do que pensamos.
Afinal mudamos de lugares, de tempo e de estado mais de_pressa do que pensamos.

Afinal pensamos mais lento do que as coisas nos acontecem.
Só basta sair e deixar de pensar, sair contigoe sentir: aqui, agora.
E fazer seja o que fôr; já estás a escolher.

E fugir, fugir, fugir, porque não podes parar (de pensar).

Não trouxe o Cortega Y Gasset.

5 comentários:

pinguim disse...

Belo template, linguagem mais linear mas fàcilmente reconhecível, a mesma acutilância.
O nome assusta (?)...
Abraço.

Ophiuchus disse...

É um filósofo espanhol (ou são dois? hummm...) com um pensamento muito na base do quotidiano social, que voltou a dar vida à filosofia como base das ciências.

Abraço ártico para refrescar estas alterações, estes calores...

Paulo disse...

as viagens... humm, reais ou imaginárias? acho que é como o tempo, as boas durante sempre pouco.
abraço

e olha, quem é o Cortega? não é Ortega?

Ophiuchus disse...

É Paulo, É Ortega (sou mesmo parvo!) Obrigado pela correcção!

Paulo disse...

ah, sabes que às tantas pensei que estavas a referir-te a alguém ou situação cujo contexto me estava a escapar. espero que não te importes com a correcção!

um grande e brilhante abraço, pois então!