18 julho 2008

Vai_Vem

Perdoem-me os leitores pelas funções diário_agenda desta página...

Onte-Ontem entrevista na matinha, com a palha do mar do rio em linha pelos escritórios fora e regresso no metro que esperei por toda a licenciatura; e ajuda nas mudanças da vicki com helena de málaga, pizzas e fantas_zero pelos portugueses da antiga casa, para aonde vai jania (praia e convites aos pares);
Miúdos em desporto autárquico para munícipe ver no campo sintético – dia seguinte - e tarde com direito a lanche de sobras_desperdícios da manhã; e ajuda a loli no currículo fundamentado para mestrado (dos novos, muito_integrado);
Acordar às quatro para me meter nacional acima (só até aveiras, depois paguei todá_portagem) para nova entrevista às dez em são pedro da cova – IC29, voltar pela A25: banho e almoço rápido na praia de mira porque suja e ventosa;

Só passeio: pinhais e campos de milho, lagoas, velhinhas de preto com chapéus de chuva, muitas curvas em estradas apertadas, gala cova depois de atravessar lentamente o mondego, descer até amor para A8 e visita à livraria após férias:
Às sete percebo porque divinizamos e odiamos petróleo, de marcha lenta para sair por campolide e de horizonte, a segunda circular parada; ainda jantar na buraca com jovens do futsal inter-freguesias e conversa educacionada com colegas sobre valores e pre_conceitos nos bairros sociais.


Dói-me um dente e não consigo dormir (finalmente amanhã vamos mudar os computadores de espaço, tenho de comprar uma camisa para o casamento de sábado e pagar despesas_extra no já realizado na bretanha).

6 comentários:

Socrates daSilva disse...

Apesar de tudo, gosto imenso desses dias de viagens de trabalho alucinantes e sufocantes. Existe sempre algo de fuga, de velocidade e de descoberta. Tens um diário e pêras...
(voltei! Também andei em viagens)
Abraço

Tongzhi disse...

Eu...
Fiquei cansado só de ler!!!
eh eh eh

Catatau disse...

Eu não me acredito que tenhas norteado a S. Pedro da Cova e não tenhas vindo ao Porto tomar um café comigo e ir a uma praia ventosa e menos suja, mas com guarda-sol a estrear, aos gomos laranja e amarelo...
Lá está, são desfeitas. ;)
Em relação à portagem, sabes que - quando tinha o classe 2 - cheguei a entrar nos Carvalhos com a Via Verde envolta em prata (retirada logo a seguir), sair em Lisboa e só pagar um euro e pouco? Pagava mais na travessia da ponte quando vinha da Caparica, rsrsrsr.
Agora já não faço isso, mas lá que me apetece, apetece. Uma transgressão por dia, nem sabes o bem que me fazia.

Ophiuchus disse...

Voltaste e cheio de vigor! É bom ver-te aqui de passagem entre Viagens... Abraço Sócrates

Já estou farto deste estilo mas a vida não deixa de me pôr nos trilhos, imperador! Hoje, já pelo contrário...

Juro que pensei em ti na ida. E a praia em companhia seria outra alegria ;)Amigo, só tão parvo ou tão honesto que, benza_me Deus! (para ti, hoy, y solo hoy, abanicos de colores parecen de plata)

pinguim disse...

Olha o velho estilo "cansa mas regala" está de regresso...
Regalado, mas cansado; continua...
Abraço.

Paulo disse...

gajo hiperactivo, um dia saltas de ti próprio! dá-me vontade de pegar nas palavras do Pinguim. mas para dizer o mesmo? pois. digo: estás perdoado ad infinitum pelas funções diário_agenda deste blogue. é tão teu!